segunda-feira, 6 de abril de 2009

Meu fim de semana, hell yeah!

Olá Freckled leitores! Tenho altas coisas para contar aqui, mas só agora consegui um tempo livre (aquela jornalista famosa que está sempre ocupada, beijos. Ou só a segundanista com aspirações muito grandes mesmo).
Bom, pra começar, vou falar sobre um assunto muito relativo: festa. Certas pessoas gostam, outras não gostam... No meu caso, depende da festa. A questão central é: quando você vai à festas seguidas no final de semana e MAL DORME, isso COM CERTEZA vai desencadear algum efeito sobre a sua mente e o seu corpo. Ainda bem que eu faço parte de um blog.
Sexta-feira, após sair da orquestra e terminar meus compromissos do dia, voltei para casa com a intenção de relaxar um pouco do meu dia louco e me arrumar para o aniversário de 15 anos de uma amiga. Isso foi ótimo, já que ninguém mais faz aniversário de 15 anos no meu meio social (todos estão velhos mesmo).
Ela é fã de McFLY, e quando eu cheguei ao Country Club toda arrumada, deparei-me com MUITAS fãs da minha cidade. Era como se fosse um Meeting, só que todos estavam com roupas chiques. Um verdadeiro luxo!
Eis que em meio às danças e risadas, aparece o garoto do meu colégio que se parece com o Tom. Ele estava com a namorada e este fato acabou com o humor de certas pessoas (segundo a minha melhor-amiga-e-confidente Marcelle Fernandes, ela é uma IDIOTA!). Eu não cheguei a ver a situação, ainda bem. É deprimente.
Depois disso, apareceu um garoto IGUAL ao Robert Pattinson. Parecia ser uma festa surreal em algum tipo de universo paralelo, onde só falta a Cinderela entrar pela porta acompanhada pelo Papai Noel (isso porque eu não mencionei uma conhecida minha que é A CARA da Frankie).
Eu e minha amiga Andressa decidimos ir tomar um ar, porque estava um calor absurdo lá dentro. Quando chegamos lá fora, na rua escura, quem estava sentado em um banco debaixo de um poste? O garoto-igual-ao-Robert-Pattinson. Ele estava curvado no banco, olhando para as mãos. A verdadeira expressão de desolado que o Edward faz, o que me CHOCOU, já que eu estava literalmente de frente para a cena em uma rua escura (e o único foco de luz estava em cima dele).
Andressa sussurrou "ele é maravilhoso" no meu ouvido, BEM BAIXO, e acreditem ou não, o cara olhou. Nunca me senti tão perto de um vampiro em toda a minha vida. Que audição é essa? Eu estava DO OUTRO LADO DA RUA!
Depois disso nós voltamos lá pra dentro e passamos o resto da festa dançando, sem parar por um só momento. Todas as fãs de McFLY fizeram uma roda, e nós dançamos TODAS as músicas, até mesmo aquelas que não têm o direito de serem chamadas de "músicas". Nessas nós riamos mais ainda.
Voltei pra casa às quatro da manhã com o pé gritando por socorro. Algumas pessoas dormiram aqui, e ficou todo mundo de pijama o dia inteiro assistindo "O Fantasma da Ópera" e esperando a hora da outra festa.
Essa foi a mais cômica. Eu cheguei lá super arrumada, achando que seria algo maior do que realmente foi... E me ferrei, porque tinha gente de calça jeans. Não era nem aniversário da menina, ela simplesmente decidiu dar uma festa "Black and White" na varanda da casa dela, e foi o que ela fez.
Nessa festa nós não dançamos tanto, mas rimos e nos divertimos muito. O problema foi o final.
O pai da minha amiga não conseguia encontrar a casa, e ela estava começando a ficar preocupada que ele não encontrasse nunca (ele estava rodando há séculos). Nesse meio tempo, eu liguei para que o meu pai me buscasse.
Eis que ele também se perdeu, e ainda disse no telefone que "só ele e mais um cara estavam rodando pela rua vazia de madrugada". Só podia ser o pai de Thaís!
Nas ligações que se seguiram, meu pai falava tudo no plural, então agora eu tinha certeza.
Esperamos mais um tempo, minha amiga levou um tombo na escada e deixou o celular cair. Um garoto bêbado pegou, abriu, olhou pra foto do Danny e disse que os pentelhos dele eram mais bonitos.
As coisas que pessoas bêbadas falam são impressionantes!
Ficamos rindo, todos deitados nas espreguiçadeiras, e eu já estava de saco cheio.
Foi quando Thaís chegou perto de mim e disse "Mandi, se prepara. Meu pai está com o seu, eles não encontraram a casa e chamaram a polícia para trazê-los até aqui".

Eu gostaria de ter visto minha própria cara!

E não deu outra: dois carros chegaram juntinhos, com um carro da polícia BRILHANDO na frente. Odeio blitz de beira de estrada!
Todos os menores de idade trêbados que estavam com garrafas na mão e em cima do muro jogaram-se depressa no jardim, abaixando-se. Isso foi cômico.
Ainda bem que, como eu disse, não havia muita gente na festa. E eu duvido que algum daqueles caras vá se lembrar disso.
Por fim a nossa "caravana policial" foi embora, todo mundo rindo. A situação foi engraçada, apesar de tudo. Sabem qual é a moral da história? Sem nenhuma filosofia: se seu pai tem problemas de direção, você terá que nascer de novo.
Mentira... A moral é: antes de sair de casa, deixe um mapa. Seu pai pode se perder e ficar uma hora rodando em uma rua escura (e o meu pai NUNCA se perde).

OBS: a foto é assim simplesmente porque a hora que eu mais gosto nas festas é, sem dúvida, quando as músicas antigas tocam no final. YMCA, Grease e Los Hermanos principalmente.
Beijos!

6 freckledmaníacos.:

Catherine disse...

'E não deu outra: dois carros chegaram juntinhos, com um carro da polícia brilhando na frente. Todos os menores de idade trêbados que estavam com garrafas na mão e em cima do muro jogaram-se depressa no jardim, abaixando-se. Isso foi cômico.'

PQP RI DEMAIS DESSE POST, ameei mesmo mandi. não vo muito em festas, e eu ADORO, mas o povo aqui não faz nada ._. mas tem situações que meu pé sai quebrado também, como acordar 5:00 da manhã num sabado para ir até o Morumbi, comprar meu ingresso pro show dos Jonas Brothers e depois ir direto para o colégio ensaiar umas 23984789347 vezes a peça, depois apresenta-la e sair de lá 21:00 porque ajudei meus amores :)
vida dificil essa viu ...
amei mais uma vez :)

Maah ~ disse...

Putz, essa primeira festa eu queria ter ido: Tom's, Robert's e Frankie's *O*
A última festa deve ter dado um medo enorme em todo mundo quando chegou a polícia, hein? preciso de umas festas dessas, cara!

tialola;* disse...

AAAH eu quero festas! ano que vem vai ter muitas festas como essas ._. minha sala toda vai fazer 15 anos! UHAUAHUAHA

camila disse...

amooo festas! *-*
mas o povo aqui (lê-se pessoal da escola e a maioria dos meus amigos) não tem mais 15 e não fazem mais festas --'

a sorte é que agora tem uma galerinha que vai fazer 18 e estão pensando em fazer alguma coisa, nem que seja churrasco.
sábado a mãe da minha amiga vai fazer festa de 40 e chamou a gnt! :D
shauhuahsau
e uma amiga minha tbm já disse que vai fazer uma puta festa de 18 no fim do ano e é ctz!

mas tem hortas que festas cansam..
meu pé nãoa guenta uma festa inteeeira de salto! suahsuashu

enfim..
deixa eu para de falar.. semrpe faço comentários enormes
shuahsuashu

xxx

Dóri disse...

Ri muito, Mandi, e morri de vontade de ir em uma festa de 15 anos, mas a maioria das minhas amigas já passaram dessa época... Mas a minha festa foi muito boa, não dá pra esquecer! HAHA
Se tivesse um igual ao Danny ou ao Hugh Grant (...) Gael García Bernal ou coisas assim, eu gostaria de estar nessa festa!
E que horror, baixar a polícia lá! HAHAHAHA

Ana.Ou você a ama,ou você quer socá-la; disse...

Eu diria que foi um final de semana Hollywoodiano com uma pitada do clipe LaLa da Ashlee Simpson!

xxx

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin