quarta-feira, 26 de novembro de 2008

I love to hate you!

Olá galera, eu queria tratar outro assunto aqui hoje, mas como bati meu recorde de comentários num post, vou dar minhas considerações sobre o resultado da carta. Quer dizer, eu nem entreguei a carta. Segue agora os motivos.
Antes de entregar a carta para ele, no intervalo, estava conversando com a minha amiga, sobre que eu iria ir pra outro colégio (minha escola só vai até a 8ª série), quando de repente ELE, entra na nossa conversa (normal), falando o seguinte:
- O QUEE, você vai estudar lá? - pergunta ele

- Vou, porque, algum problema? – eu falei

- Não, só porque você vai pra aquela escola de freiras... – ele disse

- Mas eu to pouco ligando pras freiras, se me der boa base pra passar numa faculdade federal!

Enfim, por causa dessa bobagem a gente começou a brigar feio e a gota d’água foi o que eu falei (eu nunca me controlo em discussões acaloradas):

- Você tá é com dor de cotovelo por que eu vou para uma escola boa e você não!

Esse é o meu maior defeito: falar as coisas sem pensar e me arrepender depois. O pior não foi o fim da discussão, mas qual foi a reação dele após isso: começou a chorar. Quando na minha vida eu imaginei que iria fazer um garoto chorar? Pronto. Agora estou me sentindo péssima. Contei isso pra minha mãe e ela disse que ele deve me amar muito, porque ele não está com inveja da escola e sim medo de me perder. Mas o que me deixa meio “como assim” é: Por que ele não me diz nada de concreto? Cara, a vida poderia ser muito mais simples para mim.

Agora, já que a intenção número 1 desse blog lindo e charmoso é entreter os leitores, vou falar de coisas mais leves, porque o amor é muito complicado para minha cabecinha inexperiente e jonada. Vim falar sobre tirinhas do Calvin! (aquele molequinho de 6 anos que é muito fofinho e tem sempre respostas inteligentes na ponta da língua). Veio-me essa idéia quando eu vi na página do Yahoo um cara comentando sobre ele. Essa historinha eu achei a minha cara, porque minha mãe sempre me faz essa pergunta que o pai do Calvin fez e eu respondo quase a mesma coisa. Afinal, eu não sou um gênio da matemática e não quero me formar pra isso, do que me adianta ser expert nessa droga de matéria. Quanto às tarefas escolares, eu não costumo fazê-las mesmo não, porque conto com a ajuda dos meus queridos coleguinhas que me dão uma força. Nas provas eu nem estudo, não adianta. Esse ano eu até tenho me saído bem, a matemática da 8ª é bem light, mas quero ver o ano que vem, o bicho vai pegar, segundo minha mamãezinha que adora me deixar em pânico.
Bom, isso é tudo pessoal (muito Pernalonga isso), sonhem com uma solução para mim, porque minha vida é um palco iluminado! (tá, parei)
Kisses

3 freckledmaníacos.:

D. disse...

*dóri no login do Orkut*
Cara, ele deve gostar de você! Você tem que se redimir, isso sim... Acho que conta uns pontinhos pra você.
E eu penso o mesmo de Matemática. Química. Física. Biologia.
HAHA

Beijão e se cuida :)

lê;lola* disse...

Maah, na boa, entrega a carta, se redima e BEIJA ELE (?) parei.

Thádia disse...

putz, que pena q vcs brigaram. To torcendo por vcs!

ele gosta de vc sim, só nao sabe como demonstrar. Vai ver esse sentimento é novo pra ele.

Boa sorte pra vcs... parece que tá acontecendo o in´cio de uma linda história de ♥.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin