sexta-feira, 28 de novembro de 2008


Olá Freckled leitor.
Não estou em um dia muito bom. Pra começar, meu computador decidiu não obedecer aos meus comandos e eu estou tendo que usar o computador do meu irmão (que é uma merda). Conseqüentemente eu fiz um escândalo, porque eu já estava sem paciência e de saco cheio, o que me fez brigar com a minha mãe, com o meu pai e com o ANJO que é o meu irmão mais novo (no qual eu, deliberadamente, joguei um chinelo). Pra completar a minha INFELICIDADE TOTAL, minha fanfic não atualizou, e agora eu devo estar sendo xingada de todas as coisas possíveis por causa disso.
Então o meu post de hoje vai falar exatamente sobre isso: o que a gente deve fazer quando está tendo um dia MERDA como esse?
Eu estava falando no msn com a tia Lola (a psicóloga do Freckled), e ela deu a melhor sugestão: ligar o "We don't care" e curtir. Porém, se você é como eu e acha isso IMPOSSÍVEL em certas situações (quando estamos nervosos demais), tem sempre a outra opção que eu uso nessas situações: me trancar no quarto e gritar em uma almofada.
É claro que isso não RESOLVE EFETIVAMENTE o problema, mas se você não quiser ser preso ou sujar o chão por matar o seu irmão, essa é a melhor opção sem dúvida. Se jogar da varanda do quarto também não vai funcionar: haverá uma mente que PENSA a menos no mundo (e o mundo precisa de pessoas que pensam, então não faça isso). Como eu sei que vocês pensam? Simplesmente porque vocês lêem o blog, então devem ter um bom gosto musical pra ficar sabendo dele.
Além de tudo, eu não vou poder escrever meus livros futuros estando morta, então a opção jogar-me da varanda está vetada de qualquer forma.
Já que você não pode matar o seu irmão e nem se matar, respire fundo. Mate uma mosca, o que vale é descontar a raiva.
Eu não matei nada até agora, mas eu sou colunista em um blog, então tenho como descontar a minha raiva em vocês. Daqui a pouco eu vou descer, comer um sanduíche e entrar no meu quarto de novo, pra tentar me comunicar com os aliens. Eles irão me entender!
Minha família vai sentir falta de mim quando eu estiver nas estrelas, e meu computador vai se arrepender pro resto da vida por não ter me obedecido. Eu vou conversar com todos os grandes gênios que já pisaram na terra e foram mal compreendidos, e vou criar uma constelação pro Tom Fletcher também.
Deixando muito claro que eu não vou morrer: se eu quiser voltar, eu volto. Pra buscar o Danny, quem sabe... Quando as pessoas começarem a me dar valor, eu volto definitivamente e o devolvo. Ou eu estou apenas sendo dramática (de novo).
Juro que arranjo um jeito de atualizar o blog do espaço.
Leitoras de Charlie's Life: não foi minha culpa!

Beijos intergalácticos, tentem não cortar os pulsos. Se estiverem na mesma situação que eu, nos vemos em meio aos corpos celestes!

4 freckledmaníacos.:

'Luanna. disse...

sempre existem esses dias, mandi.. :x muitas vezes, tomar um banho gelado ajuda, pelo menos pra mim :) aah dude, e escrever também é super terapêutico, adoooro! mas vai passar :*

tialola;* disse...

é, eu sei muito bem isso! gritar na almofada funciona q

Thádia disse...

eu me tranco no quarto e ouço McFly qdo to assim...
funciona bastante!
mas a da almofada tbm é uma boa...

disse...

AHHH, eu também grito na almofada!
na terapia eu contei isso pra minha psicóloga e ela riu ._.

mas funciona bem!

e, ahh, tô acostumada a ter dias assim, em momentos que não tenho nem almofada por perto pra gritar, nem música alta pra ouvir, daí é baixar a cabeça e pensar nos meus sonhos que, se não der pra melhorar muito, pelo menos me faz sentir bem um pouquinho ^^

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin