terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Festival de bandas!


Olá, queridos leitores. Estou de volta aqui pra falar de uma coisa que muita gente sente: amor platônico. Mas eu não estou falando apenas do amor platônico por um ídolo... Estou falando do amor platônico por uma pessoa que você só viu duas vezes na vida.
Não sei se alguém se sente como eu, mas mesmo assim achei a história super válida pra um post aqui no Freckled, já que é disso que o blog se trata: pura insanidade mental.
A primeira vez que eu vi o ser (que algum dia virá a ser meu marido) foi em um festival de bandas. Olha que ótimo lugar pra se conhecer alguém, não é?
Eu estava lá apenas para dar um apoio pra banda de uns amigos meus, então eu fiz o que toda amiga-acompanhante-da-banda-fã faz: gritei demais!
Em uma das últimas apresentações (já tava todo mundo morto de cansado, ficamos lá o dia inteiro) entra no palco pra tocar essa banda um tanto... Diferente. Chamaram a minha atenção, mesmo sendo um rock pesado demais pro meu estilo pop rock de sempre.
Enfim, não conseguia tirar os olhos daquele povo. Cantavam bem, pareciam estar realmente curtindo o que faziam. Depois eles desceram do palco e eu tava ali no cantinho, tomei coragem e desejei os parabéns pro dito garoto.
Ele foi a pessoa mais simpática do mundo, o que acentuou mais ainda a minha paixonite. Meu amigo ficava me cutucando e falando besteiras só pra me fazer ficar vermelha, além de ficar me empurrando pra cima do garoto a cada oportunidade que surgia.
Pra desespero meu, percebi que ele estava me encarando. "Deve me achar uma maluca", eu pensava, enquanto continuava rindo dos meus amigos.
A verdade é essa: qualquer um que me veja na rua com meus amigos vai me achar louca. Principalmente quando estamos eu e Rafael juntos (temos vídeos no orkut, a tia Lola até já viu e concordou que somos loucos AHIEAEOI). Bom, basicamente é isso: chamamos a atenção sem querer pelo nosso jeito de ser, e muita gente acha que não batemos bem.
Fui embora naquele dia sem esperanças de ver aquele garoto de novo (e sabendo que ele era minha alma gêmea).
Foi quando, um tempo depois, saindo da escola, eu e uma amiga pegamos um ônibus e ele estava lá dentro. Eu não tinha visto, só reparei quando minha amiga me cutucou e me indicou que o único lugar vago era o lugar atrás dele (amo você, Andressa). Então eu baixei o rosto e sentei-me atrás dele.
Tenho certeza que se eu tivesse falado com ele, ele teria se lembrado de mim. Afinal, eu o adicionei no orkut (essa grande invenção humana), assim como adicionei outras pessoas que conheci naquele dia. Ele foi muito simpático, por sinal!
Só que eu me senti meio constrangida, porque eu estava NOJENTA e de uniforme, e ele estava ainda mais maravilhoso do que eu me lembrava. Conclusão: não falei com ele.
Ao invés disso, afundei-me naquele banco de ônibus e desejei que ele saísse logo, porque eu não ia passar em frente a ele daquele jeito. A sorte sorriu pra mim e ele desceu no ponto seguinte.
Agora, uma coisa eu não entendo: qual é o meu problema com músicos? Tudo bem, eu estudo música, faço parte de uma orquestra, AMO tudo que envolva isso... Mas eu tenho sempre que ter uma queda pelo músico em si? E ele sempre tem que ter uma voz maravilhosa? :/
Então minhas duas perguntas de hoje:
1) Você já teve uma paixão platônica por um completo estranho?
2) Você também tem queda por músicos?
Com isso, eu me despeço hoje. E não se esqueçam: leu, comentou!
Beijos! :D

6 freckledmaníacos.:

Cathee disse...

aaai, eu ainda sou apaixonada por um menino do segundo colegial que eu vi uma vez na gincana do meu colégio *-* eu era da sétima e não via ele por não estudarmos no mesmo prédio, mas ano que vem eu vou ser, ai nem sei se esse amor vai se platônico *-* pelo menos ele sabe da minha existência : eu quase cai na frente dele por ficar olhando e minha amiga começo a gritar o meu nome, fazendo ele olhar para ver o que acontecia ! Foi lindo, pelo menos decobri que o nome dele é Bruno. É quase como ironia do destino que respondo essa segunda pergunta : sim, eu já tive queda por musicos e o nome dele era Bruno e ele mora no meu prédio /o/ viva a Cathee :)

Maah ~ disse...

1) Você já teve uma paixão platônica por um completo estranho?
Sim, sim, eu tenho uma quednha pelo coroinha da igreja que eu vô de vez em quando, mas só porque ele tem uma cara muito Danny, tu num tem noçãaao!

2) Você também tem queda por músicos?
YEAAH, tenho uma quedinha por um companheiro meu de coral. Na verdade, quando eu era pequena, ele gostava de mim, e até me pediu em namoro, mas tipoãssim, eu tinha só 7 anos oO'. Mas agora ele cresceu e tá uma gracinha, e o máximo que a gente já conversou desde que nos vemos de novo (sim, ele mudou de escola logo após me pedir em namoro) foi : meu pé tá doendo de tanto ficar aqui em pé com essa pasta na mão.

Oi, escrevi um testamento, bgs ;*

Thádia disse...

sim para as duas perguntas!

e fica tranquila, é a coisa mais normal do mundo ter amigos doidos e amor platônico!
=D

dóri.j disse...

Já! Um cara que pegava ônibus comigo e sempre dormia no meu ombro e pedia desculpas, todo dia. Ele era exatamente perfeito *-* Pena que faz muito tempo que não o vejo.
E músicos? Eu AMO músicos, simplesmente.

Rafaela Viana disse...

sim sim, eu já tive uma paixão platônica por um completo estranho (e idiota)e posso dizer, não foi uma experiência muito desejável :)
E eu tenho qedas por músicos
adorei o post :)

disse...

1 - eu estou amando platonicamente o meliante mais lindo do mundo... tá, não é o Danny Jones [esse sim, um dia, será o meu marido *-*]. ok, talvez ele não seja o 'mais lindo do mundo', mas da minha cidade ele é, sem dúvidas! me apaixonei no instante que bati o olho nele, e nem sabia ainda que seríamos apresentados [essa história rende um blog, acredite]

2 - HAHA, se eu não tivesse queda por músicos a vida seria mais fácil e eu teria menos torcicolos por acompanhar com os olhos todo e qualquer garoto carregando instrumento musical, ou com camisa de banda [não aquela coisa 'iron maiden pijamão', mas algo mais compatível comigo], ou simplesmente por parecer ser fã de música... essa tendência à esse tipo de cara não é saudável pra mim ._.

3 - sei que você não perguntou, mas eu também faço vídeos com meus amigos, e quando a gente vê a gente pensa: 'caara, assinaram nosso atestado de loucura e esquereceram de nos internar!'

gostei demais do post ;D

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin