quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009


É impossível arrumar fotos suas de pequena e não sentir aquele aperto no peito. Não chega a ser uma sensação ruim, não é boa também. Apenas saudade, esse sentimento agridoce que nunca chega na hora certa.

Acordar, leite, brincadeiras com os primos, desenhar, disney, cartoon, nickelodeon, piscina, barbie, casinha, escolhinha, mamãe e filhinha e mais alguns inhas. É, minha antiga rotina, a que eu mais sinto falta. Uma vida sem preocupações, sem tristeza. Quando você é criança, nada importa, a não ser a decisão de qual será a próxima brincadeira. Nada de provas ou brigas com os pais. Nada de horários ou restrições. Tudo é gostoso, tudo é divertido!

Que vontade eu tenho de voltar para aquele tempo, o tempo que o que eu mais queria era estar nessa idade. Sim, eu estava enganada. Adolescente quer ser criança, quando o que a criança mais quer é ser adolescente, não sei se acontece com todos, mas pelo menos, eu sinto falta disso tudo.
Aquele começo das aulas que o que eu mais queria era fazer tarefas e mais tarefas, queria gastar os lápis novos e rabiscar nos cadernos realmente brancos se foi. O que eu mais quero agora é ferias! Pra mim, dormir sempre foi perda de tempo, acordava meus pais, alegando que haviam coisas mais divetidas para fazer, inves de dormir. E hoje, o que eu mais quero é poder dormir, sem me preocupar com o amanhã. Pode até parecer complexo, mas, quando a gente quer muito uma coisa, e essa se torna real, o sentimento de espera de vai, deixando apenas, o prazer, que é momentânio.

Posso até parecer mais um pouco louca, mas, odeio ir a lojas de brinquedo. Odeio ver todos os modelos novos de Barbies sendo lançados, odeio ver o quanto as Pollys são mais bonitas hoje, odeio minha enorme vontade de montar aquela mega casinha no tapete e ficar 3 dias seguidos brincando, sem ligar pra nada. Odeio ir no quintal e ver minha antiga lousa, com cadeiras onde meus alunos imaginários sentavam, odeio a coceira que sinto na minha mão pra pegar aquele giz e começar a "dar aula" para as paredes.
Eu realmente adoro odiar. Portanto, odeio também ver meninas de 9/10 anos saindo sozinhas no shopping, com bolsinhas a tira-colo. Se elas imaginasse que daqui a alguns anos, quando estiverem cansadas de sair, de cinema, de barzinhos, elas vão querer brincar, vão querer fazer tudo o que podem, mas não fazem agora, em quanto a tempo.

Pode me chamar de criança, bebê e até de estranha, mas, eu realmente duvido que alguém não tenha saudades da infância, a melhor época da nossa vida.


Julia quer ganhar de natal a nova coleção da Barbie Sea World, comprem e me mandem. Beijos.



2 freckledmaníacos.:

PiTiKKa disse...

Ehh, eu sinto falta tbm
de não se importar com o que as pessoas dizem ou com o que vão pensar sobre vc.
Com o tipo de roupa que vc vai usar, ou se vão te aceitar num novo lugar...
Aiii ki saudade da minha infãncia ;D

New Beetle Ruivão disse...

Eu e me inseparável amigo Ruivão, o New Beetle Vermelho, já rodamos muito por aí... e infelizmente tem muito lugares que eu não consegue chegar por ser baixo. Pegar estrada de terra, nem pensar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin