domingo, 6 de dezembro de 2009

Ver Filmes de Novo

Daqui há pouco, mais precisamente às 18h, um punhado de batata-frita, um copo de coca com vodka e eu de saco cheio com a vida iremos sentar na frente da TV e assistir "Amor à Segunda Vista". É claro que eu já vi este filme, primeiramente porque é do Hugh Grant, e eu, na minha condição de fã do Hugh Grant, já vi praticamente todos os filmes dele (menos um super old que um dia eu vi no Makro pra comprar... quase comprei... algum dia eu compro). Segundo porque é um clássico da comédia romântica, e eu, na minha condição de fã de comédias românticas, já assisti a quase todas elas.
Mas fico pensando... O que nos leva a ver um filme de novo?
Afinal, já sabemos a história e o que acontece no final. Às vezes decoramos a trilha sonora, as falas, as trocas de roupa... Mas continuamos assistindo! E passamos nervoso todas as vezes, como é, por exemplo, o meu caso assistindo "O Diário de Bridget Jones": Mark Darcy, você não vai casar com essa idiota, né? Pelo amor de Deus!
Mas sempre acabamos vendo again and again os nossos filmes favoritos. Às vezes preparamos várias guloseimas para comer assistindo como se fosse uma superestreia.
Talvez seja a felicidade que sentimos ao ver aquele filme. Eu, ao menos, gosto de ver novamente os meus filmes preferidos quando eu estou triste. Hoje eu estou meio triste, por exemplo.
Aliás, só quando eu estou feliz por completo consigo assistir filmes como Gattaca, por exemplo (se bem que Gattaca tem o Jude Law!).
Farei aqui uma lista dos filmes que eu não meço esforços para assistir de novo.

1 - SIMPLESMENTE AMOR
É o meu filme favorito de todos os tempos. O melhor feito pelo Richard Curtis, que além de ser o meu roteirista preferido, tem duas coisas em comum comigo (que eu juro que não roubei dele): Ele faz questão de sempre ter um personagem chamado Bernard (no meu caso, Bernardo) e também faz questão de ter Hugh Grant trabalhando em seus filmes (assim como eu faço questão de assistir um filme com Hugh Grant). Simplesmente Amor é a essência do que os Beatles queriam dizer com All You Need Is Love (música que, aliás, está presente no filme com uma versão inusitada). Não poderia ser melhor.

2 - O Diário de Bridget Jones (1)
Mais um com o dedo do Richard Curtis, com o Hugh Grant e, também, com o Colin Firth. E a linda da Renéé Zellweger. Uma adaptação não-fiel que ficou perfeita. É sempre bom ver Bridget oscilando entre Daniel Cleaver e Mark Darcy, mesmo sendo uma mulher fora dos padrões exigidos pela sociedade.


3 - O Amor Não Tira Férias
Essa história é perfeita. Eu casaria dez mil vezes com o Jack Black. O conceito de melhor amiga/principal é excelente para pesar o modo com o qual você está se portando na vida real. E tem uma das minhas cenas preferidas de filmes de todos os tempos:




4 - Letra e Música
Lembro que quando fiquei sabendo que este filme ia sair no cinema, convoquei meus amigos para assistir à esta obra prima. Músicas originais excelentes e contagiantes. Uma história que valoriza a música como deve ser: Pelo amor à esta, não pelo dinheiro. Com Hugh Grant e Drew Barrymore. Precisa falar mais?

5 - Nunca Fui Beijada
Quando eu era mais novinha, eu achava que ia ser como a Josie: Nunca seria beijada até aparecer um professor bonitão de escola que eu iria conhecer quando fizesse um trabalho como jornalista infitrada em uma escola de Ensino Médio. Mas é claro que a realidade não é bem esta.
Mas eu ainda espero por alguém que me ame o suficiente pra me encontrar em um campo de baseball 5 minutos antes da partida.

6 - Amor à Segunda Vista
Tem tudo a ver com uma situação bem interessante que eu passei há dois anos atrás. E tem o Hugh Grant. Não preciso falar mais nada. haha

7 - The Wonders
A ascensão e a decadência de uma banda. Sucesso, garotas, intrigas, Faye, Shades... Aquela musiquinha viciante... Yooou do that thing you dooo breaking my heart intoo a million pieceees like you always doooo... Uma vez por mês, ao menos, passa na Fox. A Sessão da Tarde não passa mais há algum tempinho já. Tontos.

8 - Forrest Gump
Uma lição de vida, a história moderna dos Estados Unidos, uma história de amor. Tudo isso combinado com um cara que era um tanto diferente dos outros... Eu sempre, sempre choro no final.

9 - De Repente 30
Eu sempre, sempre choro no final [2]. É sempre engraçado ver uma garota de 13 anos tentando se adaptar com o corpo e com uma vida de 30 anos. Destaque para Thriller e para o romance superfofinho que a Jenna tem com o melhor amigo Matt.

10 - Closer
Com Closer eu aprendi que nunca se deve confiar totalmente em alguém que você ama. O nome do seu amor pode ser falso, até. Com a Julia Roberts e com o Jude Law. Sem esquecer a Natalie Portman, arrasando.

11 - Um Lugar Chamado Notting Hill
Hugh Grant e Julia Roberts. Um inglês desajeitado e uma atriz de Hollywood. Tudo isso embalado a She by Elvis Costello. Eu sempre choro no final. By Richard Curtis. Clássico da Temperatura Máxima.

12 - Quatro Casamentos e Um Funeral
Charles (Hugh Grant!!) vai a vários casamentos e sempre se encontra com Carrie, uma americana meio devassa, e só no fim desses quatro casamentos e um funeral que ele se acerta com ela. Aparentemente é um filme meio tonto, mas eu acho brilhante. Roteiro de Richard Curtis, sempre na MGM mais próxima de você.

13 - O Casamento do Meu Melhor Amigo
Julia Roberts arrasando com a cara da Cameron Diaz e uma versão empolgante de I Say A Little Prayer. Você quer mais? Sessão da Tarde, sempre.

14 - Elizabethtown
Um dos filmes mais interessantes que já inventaram neste mundo. Cheio de frases intrigantes sobre a personalidade de uma menina chata chamada Claire Colburn, que acaba trazendo o quase-suicida Drew de volta à vida. Sempre passa, mas nunca quando eu quero ver.

15 - Match Point
Esse é um filme do Woody Allen, pra mostrar que eu sou um pouco cult, também. (ha-ha) Acho ele brilhante porque o personagem do Jonathan Rhys-Mayers, metidinho a alpinista social, comente um crime, o esconde mal e ainda consegue se safar!
Lição de vida: Não se envolva com Scarlett Johansson.

E ainda tem mais. Mas deixa eu ir, meu filme está quase começando!

1 freckledmaníacos.:

Natty disse...

Forrest Gump! acho demaais esse filme, sempre chooro no final tambéeem *---*

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin