segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Papo de livraria!

GENTE, QUE SAUDADE DISSO AQUI!
Nossa, tive que começar com uma saudação bem entusiástica hoje. Faz algum tempo que eu não posto aqui por causa da minha viagem, mas agora estou de volta! (Feliz Natal de novo).
Bom, agora que eu já dei um surto, vamos ao assunto: papo de livraria. Vou explicar pra vocês: quando eu vou ao shopping com os meus pais, minha mãe se dirige diretamente para a primeira loja de sapatos, meu pai vai pro supermercado ou pra sessão de joguinhos com meu irmão, e eu, a culta da família, vou direto pra uma livraria.
Não sei o motivo, mas são os únicos dois lugares nos quais eu acho que realmente sou capaz de pensar: o chuveiro e a livraria. Nem biblioteca adianta comigo, porque a que eu freqüento é barulhenta.
Mas enfim... Entrei na livraria "Labyrintho" e fui direto pras mesmas prateleiras que eu tanto conheço. Eu estava procurando um livro em específio pra comprar, "Peter Pan Escarlate", porque eu sou realmente fã do trabalho do J. M. Barrie e queria saber se a continuação oficial que fizeram pra história dele foi digna ao que ele escreveu durante a vida. Pois bem, não consegui encontrar o livro sozinha, e fui pedir ajuda ao atendente.
Não pude deixar de notar na conversa que ele estava tendo com uma senhora: a mulher queria levar algum livro bom pra sobrinha dela, e ele logo recomendou "Crepúsculo". Tá, eu sei que isso não devia me enfurecer, mas eu já estou ficando cansada das coisas que eu amo caindo na boca do povo. Dá um orgulho, mas ao mesmo tempo dá uma enorme sensação de perda. Foi a mesma coisa com o McFLY, e foi a mesma coisa há muito tempo atrás com o Simple Plan. Isso é bizarro.
Mas enfim, eu ouvi o que ele tinha a dizer, e eu soube que ele havia lido o livro. Então, quando ele veio me atender, entramos em um assunto enorme sobre os livros que lemos, e eu mencionei que ainda preciso ler o terceiro volume da trilogia "Fronteiras do Universo" (a da Bússola de Ouro), "A luneta Âmbar". Ele disse que tinha e foi procurar, enquanto me contava que, devido a polêmica que a trilogia trás, ela foi proibida em muitos países conservadores e foi até queimada em praça pública na Inglaterra.
Eu acho isso um tremendo absurdo. É uma história de fantasia, ao estilo "As Crônicas de Nárnia", porém isto é apenas uma camuflagem. A história é uma grande crítica à sociedade e à igreja da época, mas não acho que deva ser proibida por isso: cada um lê o que quer. Sou católica praticante, e nem por isso deixo de ler um bom livro só porque faz uma crítica ao assunto das religiões.
Então nós dois entramos no papo de liberdade de expressão e em como a adaptação do cinema nos decepcionou pela mudança RADICAL do final, e assim por diante...
Mas uma conclusão eu tirei hoje, de todo o nosso papo e da senhora querendo comprar um livro bom pra sobrinha, só que não sabia qual porque não tinha o hábito de ler: as pessoas reclamam de seus direitos e de sua liberdade, mas gostam de pensar igual. Quando uma pessoa começa a ler um livro, todo mundo lê o MESMO LIVRO. Foi assim com "O çaçador de pipas", com "A menina que roubava livros", e mais recentemente com "Crepúsculo". Não posso falar nada, porque eu li todos e comprei-os também (são realmente muito bons), mas eu li porque eu TIVE VONTADE DE LER, e não porque outras pessoas estavam lendo e eu quis me incluir no assunto. Mas pensando por outro lado, é bom que as pessoas leiam livros como "O caçador de pipas", porque isso põe um pouco de VALOR e SENSO na cabeça, em um mundo que precisa acima de tudo de mais amor.
Então aqui vai o meu conselho pra você: leia estes livros, mas leia PENSANDO no que você está lendo. Ás vezes, nada melhor que uma boa ficção pra nos ajudar a entender nossa realidade.
Então é isso... Eu consegui comprar meu livro "Peter Pan Escarlate", estou muito satisfeita. Saí da livraria com um ótimo pensamento, em um dia que foi particularmente difícil: alguém no mundo pensa como eu.
Desculpem pelo post moralista, mas achei o assunto bom para ser levantado aqui :D

OBS: COMO É BOM ESTAR DE VOLTA! *-*

4 freckledmaníacos.:

.Boo* disse...

nossa...
estava comentando sobre isso de livros e religião agora mesmo com a minha tia, enquanto passava o Código na globo....
ela parou de ler porque ficou ofendida....eu acho q isso vai da cabeça de cada um e não é um livro ou filme que vai mudar minha opinião...
enfim...são todos livros bons e é isso que me importa.
post legal ^^

Anônimo disse...

Cara, eu concordo completamente
sem mais u.u'

(↑ isso me lembrou o Dr. Dentinho o.o :x calei)

tialola;* disse...

concordo totalmente (: eu não li o caçador de pipas e nem quero ler ._. e não vou ler! UHAUSHAUSHAUHSAHSUASA
acho esse lance de religião extremamente idiota ;; o filme código da vinci rendeu uma boa discução com algumas pessoas da minha família ._.

Jubs. disse...

Realmente, as "modinhas" já tão chegando até nos livros agora, dá uma raivinha de gente que lê Gossip Girl, e ainda pronunica errado... Lê só pra farlar que leu, assim não vale, bom problema deles OIASAIOIOASI.
beijones ;*

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin