terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Por Um Pouco de Fama (ou, ao menos, felicidade. Ou, quem sabe, sorte.)

Foto: Os miguxos Amy Winehouse e Tom Fletcher, que estudaram juntos, mas são diferenciados por uma certa coisa chamada superindulgência. BEM diferenciados.

Afinal, o que será de nós? Nós sentamos os nossos traseiros em carteiras duras de madeira (ou almofadadas, se você estuda em alguma escola enjoada - se bem que eu já estudei com carteiras almofadadas e dói a bunda do mesmo jeito) e prestamos atenção nas aulas atenciosamente. Sonhamos em sermos médicos, professores, advogados, jornalistas, jogadores de futebol e top models. Sonhamos em ter uma casa bonita, com lareira, duas crianças pentelhas, o marido perfeito e o Beethoven (se bem que a moda agora é o Marley, tsc tsc).
Mas será mesmo que nós seremos assim?
Será que algumas pessoas nasceram com este mesmo traseiro - o que fica duro na carteira - virado para a grande noiva do céu? Ou será que é macumba, como a que a diretora da minha escola faz para pegar o cargo de diretora desde 1500?
Não sei.
Só sei que eu queria ser feliz. E a felicidade, para mim, começa com isto. Depois, só sendo um pouco famosa e reconhecida, pois não existe nada melhor do que ser reconhecida por aquilo que você faz de melhor. Por isso nós gostamos de ver comentários no Freckled Guitar, percebem?
Eu queria ver alguém na TV e ter o orgulho de falar: "Olha, estudou comigo!" ou "Foi meu namorado, haha". Mas parece que as portas só se abrem para quem tem dinheiro (hem, hem) ou para quem já conhece alguém famoso ou para quem tem MUUUUITA SORTE. Então não tem graça mesmo. Não tem.
1 - Não tenho dinheiro.
2 - O cara mais famoso que eu conheci pessoalmente foi o Alex Band, e minha conversa com ele durou 20 segundos. Não citarei o dia em que eu conheci o Fat Family. Obrigada.
3 - Não tenho sorte, definitivamente. Estudo o dia inteiro, estou quase me formando em Técnica-Em-Futura-Dona-de-Padaria (ok, Administração), não tenho dinheiro, não tenho namorado, meus amigos me trocam por truco e por cocotas, poucas pessoas prestam na minha família (sendo que 2 moram comigo, 1 logo ali e a outra, com Deus) e eu não conheci o McFly em 2008.
Sem contar que eu calço 39 e tenho todos os problemas possíveis de visão e tenho de usar aparelho. Isso sim é falta de sorte.
Sabe, às vezes eu gostaria que alguma revista entrasse no nosso blog (e não só o Jerri Dias haha) e pensasse: NOSSA, ESSE PESSOAL É MUITO TALENTOSO!
Daí eles contratavam a gente, a gente escrevia uma coluna mensal na revista, ganhava dinheiro e ficava reconhecida.
Mas, lógico, com a minha falta de sorte - nem Papai Noel me dava balinhas, quem sabe daqui a uns 2.000 anos?
Ah, e é claro, com a minha boca desbocada HAHA

P.S.: Mandei minha foto pro Adam, mesmo não tendo nada a ver com a menina dos sonhos dele. Vai que ele se apaixona por mim...

5 freckledmaníacos.:

Mandi disse...

AEHOIUAHEOUIHAOEIAEH RI MUITO!
Quem é esse Adam? O post da Maah falava dele também O-O (Aquela curiosa).

bia disse...

eu calço 39 e tenho todos os problemas possíveis de visão e tenho de usar aparelho.(2)
não tenho dinheiro, não tenho namorado, meus amigos me trocam por cocotas (2)
eu não conheci o McFly em 2008 (2)
me identifiquei total IOAUEHIAUEHOAIUEH
nunca conheci nem o Fat Family..sendo que eles são da minha cidade!
e voce ainda se acha azarada tsc tsc tsc..

rafa :) disse...

eu calço 38, não tenho namorado, não conheci o McFLY em 2008, e esse post me lembrou de sorte no amor OAKSOAKSAOSO eerrr...mas todo mundo tem um dia de sorte :) você vaaaai veeeer

·caMM's disse...

não vou nem listar porque vocês foram boas demais nos outros comentários UHASUHASUHASUHAS

mas eu sou desempregada (por opção, mas sou), serve? e... bom, outras coisas mais que não me convém citar online (6)


let's wait for our lucky days \o/

G Jones disse...

Me identifiquei totalmente -.-

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin