quinta-feira, 26 de março de 2009

Todas querem saber por onde ele anda

Olá, freckled leitores! Está tarde (para um dia de semana), amanhã eu tenho aula, orquestra, reunião... Mas ainda assim, decidi postar aqui hoje.
Simplesmente porque o que eu tenho pra dizer aqui agora é sensacional: eu conheci o Príncipe Encantado.
Eu sei, eu sei... Todas nós pensamos que ele havia morrido. Quanta ironia, não é?
Eu estava caminhando para a escola de manhã, quando notei um velho sentado na rua, perto do bar. Ele estava usando óculos escuros e ouvindo uma espécie de rádio velho, todo colado por fita isolante. Quando eu passei, aquele ser estranho olhou para mim e cantou uma parte da música.
Eu achei a situação mais que bizarra, e continuei andando.
Foi quando toda a cena mudou.
Olhei para trás por puro reflexo, e já não era mais o velho sentado ali. Era o cara que todas as garotas esperam desde que eram pequenas (e não adianta dizer que não), com sua armadura e sua capa vermelha.
Não posso descrever seu rosto, porque cada uma o imagina de uma forma... Mas ele era estonteantemente lindo, acreditem. Era a oportunidade perfeita para uma conversa: eu, Amanda Lazaroni, havia encontrado o homem perdido que todas querem encontrar!
Sentei-me ao seu lado casulamente.
- Olá Amanda. - Ele disse, um sorriso presunçoso brotando em seus lábios.
- Há. Agora você sabe o meu nome também... - Eu tenho um péssimo humor de manhã.
- Mas é claro que eu sei. Eu te conheço desde pequena, não se lembra? Acho que você já não pensa mais em mim desta forma, com armadura e capa...
- Realmente, não penso. - Eu sorri.
Foi quando ele mudou de forma: agora ele parecia ser um estudante, um daqueles garotos super engraçados, que tem uma banda, usam all star e roupas bonitas. São interessantes por natureza, sem ter que ficar chamando a atenção dos outros para isso. Ouvem música boa e preferem reunir os amigos para uma pizza na garagem do que ir beber em um buteco qualquer. Gostam de estar perto de você pelo que você é, e não pelo tamanho do seu sutiã.
- Melhor assim? - Ele perguntou.
- É, está se enquadrando mais ao meu gosto no momento. Mas então, Encantado... Por que você sumiu? - Eu perguntei, sem conter a curiosidade.
- Eu não sumi. As pessoas é que pararam de procurar por mim.
- Não entendo. TODAS AS GAROTAS SOLTEIRAS DO MUNDO PROCURAM POR VOCÊ!
- Eu estou mais perto do que elas imaginam. Olhe só aquela cena...
O garoto Encantado de jeans rasgados apontou para o portão da escola. Lá, havia uma típica adolescente bonita e cheia de amigos, conversando com um menino que era... Comum. Não havia outra palavra para descrevê-lo. Ele era... Simples. Só isso.
O namorado da menina chegou (alto e forte), e os dois entraram na escola. O menino comum e esquisito olhou para baixo e deu de ombros, o semblante derrotado.
- Ela não sabe, mas aquele era eu.
- O fortão? - Eu perguntei, sem olhar para ele.
- Não. O estranho mesmo.
Quando eu olhei para ele, ele ERA MESMO o garoto derrotado que estava conversando com a menina bonita. Sua forma havia mudado, de novo.
- Não importa o que eu faça, ela não me vê. Ela não percebe que eu sou o Príncipe Encantado, e ele é o sapo. Ela nunca vai perceber. A maioria de vocês não percebe quando estou por perto, e dizem que eu sumi. Não fui eu que sumi: vocês é que pararam de procurar nos lugares certos.
- Sinto muito. - Eu disse. Eu realmente sentia.
- Não tem importância. Sempre acontece. Espero que você me veja quando eu aparecer.
Ele fez uma brincadeira de mal gosto e tornou-se Danny Jones. Depois o Johnny Depp apareceu na minha frente. Nós dois começamos a rir, e eu perdi a noção do tempo enquanto brincávamos ali.
- Eu preciso ir. - Eu disse tristemente. - Como vou saber quando você aparecer?
- Simples. Eu sou o cara que vai te segurar pela mão como se você fosse a coisa mais importante do mundo. Eu vou estar sempre por perto, porém sem grudar em você pra tudo. Eu vou te dar liberdade de escolha, porque nós iremos confiar um no outro. Eu não vou te exibir para os meus amigos, e também não vou esconder o orgulho que eu sinto por ter você ao meu lado. Eu vou gostar de você de verdade. Você vai saber quando me olhar, eu sei que vai.
Pensei sobre aquilo por um momento.
- Não demore. - Eu sorri e virei-me. - Mais uma coisa... Troque o cavalo branco pelo Volvo prata... Aposto que as garotas vão reparar mais.
Mas ele já havia sumido.
Então, aqui vai a minha dica para todas vocês, que pensaram que o Encantado estivesse morto: ele não está.
Ele pode estar mais perto do que vocês imaginam.

6 freckledmaníacos.:

Raah disse...

Mandi, que texto lindo *-*
amei (:

Dóri disse...

Que lindo, Mandi! Confesso que quase chorei com o final. HAHA
Eu sempre gosto de garotos estranhos. Quer dizer que meu príncipe encantado é um fortão bombastic? Credo.

Catherine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cathee disse...

AAAAAAAH *-* que lindo meu ♥ adorei, adorei. a parte do velho, do menino, do danny, do johnny, do volvo :0
amei :D

Maah ~ disse...

Ti linduuuuu *-*

Meu príncipe, coitado, se perdeu vindo para Alfenas. Mas eu espero. Pacientemente. E que ele se materialize num dos gêmeos do 3º ano *-*

Isadora disse...

O meu príncipe encantado pode não ser tão lindo como o Edward ou ser tão romântico como ele, desde que ele me ame como o Edward ama a Bella, pra mim ele é perfeito!
Amei o texto, Mandi! Realmente esse é um dos melhores que você já fez.
Te amo ♥

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin