sábado, 1 de novembro de 2008

Festa e afins.



Olá queridos e queridas!


Então, um post de estréia... Vamos lá!


Gostaria de dizer que estou muito feliz por fazer parte do blog (principalmente se é humorístico) e gostaria também de prometer que vou sempre fazer o possível para trazer uma risada em suas horas mais sombrias (nossa, profunda essa).
Bom, hoje eu estava na festa de uma amiga, e algo realmente hilário aconteceu: testemunhei dois cachorros cruzando.

Ok, essa é a parte que me perguntam "e daí?", certo? Então vou ser mais clara... Eram dois machos.
Não tenho absolutamente NADA contra homossexuais, que fique bem claro... Mas esses eram diferentes.

Simplesmente porque eles faziam isso do meu lado a cada 20 minutos, e depois pulavam na piscina. Quer dizer, eu já ouvi muitas pessoas dizendo por aí que gostam de fazer essas coisas de formas originais, mas dois CACHORROS com essas idéias humanamente inadequadas? Combinemos que foi demais pra minha pobre mente incocente (ou não).
Aí vem o que mais me chocou na história: o nome de um deles era Harry.
Meu mundo desabou, e a cada vez que eu olhava para aqueles grandes olhos pretos, umedecidos e tarados, eu pensava no Judd.
Isso foi um problema em potencial.

Outro problema em potencial foram os convidados assistindo ao "show da natureza". Sabe aquele convidado sem noção (sempre tem um babaca nessas horas)? Pois bem, um desses teve a brilhante idéia de PASSAR A MÃO nos cachorros enquanto eles faziam isso.
Foi a pior cena que eu já testemunhei na minha vida, pior que quando meu primo tirou as calças na chuva e entrou na minha casinha de bonecas que ficava no quintal.
Ele continuava a acariciar as criaturas divinas, até que eu não aguentei e soltei a frase "você sabe onde está colocando a mão"?
A resposta dele foi a pior, mais arrasadora, mais terrível resposta que alguém poderia ter dado em toda a vida.
"Eu sei, esse cachorro é lindo".

Depois disso, uma menina que estava ao meu lado entrou em um enorme discurso sobre como a humanidade nasceu para ser gay.
Eu ainda estava processando em meu cérebro de composição estranha a frase daquele garoto, que não tirou a mão dali durante um bom tempo: ok, o cachorro era lindo, mas isso justificava acariciar?
Então as pessoas começaram a pular na piscina, e os cachorros lá também, tudo em um grande festival de comemoração sobre a vida.
Eu digo comemoração sobre a vida porque os cachorros não eram os únicos tarados, de forma alguma.

Havia essa menina jogando vôlei, e os garotos olhando para ela. Eu, pessoalmente, achava que ela era EXTREMAMENTE PARECIDA com o Scar, o leão malvado do "Rei Leão". Não conseguia classificá-la de um outro jeito.
A cada vez que ela pulava, eu sentia pena. Pena porque a blusa dela subia, e quando isso acontecia eu quase caminhava até ela e a oferecia meu cartão de sócia da academia.
Não que estética seja a coisa mais importante do mundo, mas existe algo chamado SENSO DO RIDÍCULO, e pra isso infelizmente ainda não inventaram cartõezinhos de sócios.
Ela estava com uma blusa super curta, uma saia que eu compraria pensando ser um cinto e um cabelo pintado de loiro quando as raízes já estavam pretas.
Em uma certa hora,ela começou a rir. Ela ria e tudo balançava, eu tentava desviar os olhos mas não conseguia!
Isso explica o que eu vi uma vez no Animal Planet: os olhos do ser humano são inegavelmente atraídos para a desgraça alheia.
Isso explica também o motivo de ninguém conseguir desviar os olhos quando está na rua e vê um acidente de moto, por exemplo.
Eu estava com três amigos, e quando me dei conta, eles também estavam rindo dela.
Nessa hora, me perguntei se os garotos do canto estavam olhando por achá-la bonita ou pelo mesmo motivo que eu.
Foi então que o Scar, com um rugido melancólico, saíu do jogo para comer alguma coisa.
Outro problema nas festas (principalmente em churrascos): a fila da comida.
Eu cheguei a conclusão que, se você quiser sair rápido dessa confusão, você precisa saber pelo menos sete passos de boxe.
Para ajudá-los, eu tomei a liberdade de chamar de "os sete passos de destreza Jones", criados por mim (já que nem todos sabem lutar).
1) A manobra inicial depende totalmente do olfato. Se você SENTIR CHEIRO DE COMIDA, vá DIRETO para a porta da cozinha e fique acampado lá, vale até tenda se for preciso.

2) Você pode se oferecer para ajudar a cozinheira e os empregados: seja prestativo! Carregue bandejas, copos, aproveite e dê uma espiadinha na cozinha pra ver se a comida tá saindo e avise SOMENTE AOS MAIS ÍNTIMOS.

3) Se a cozinheira gostar de você, fique na cozinha puxando um papo e coma logo de uma vez. Mas se ela pedir pra você sair após a ajuda (o que geralmente acontece), não faça a famosa carinha do gatinho do Shrek, porque isso não vai adiantar. Seja ainda mais sagaz e sáia de fininho da cozinha pra voltar à tenda.

4) Se você encontrar aquele conhecido, que vai sutilmente te perguntar o que você está fazendo ali, nunca seja sincero. No fundo, na mente malígna dele, ele já tem tudo planejado pra tirar a comida de você. Invente uma desculpa, peça pra ele pegar alguma coisa dentro da casa, na sua mochila, ou na Chechênia, não importa! Apenas suma com o ser! (Sem assassintatos frios. Lembre-se de que você quer apenas comer, e não se tornar o próximo serial killer).

5) Assim que a fila da comida for liberada, não fique esperando o amigo, o fulano, o beltrano, a Cinderela ou o rei de Nárnia: quem estiver com você, come.

6) Após pegar o seu prato de comida, vem a fila do refrigerante. Repita o processo!

7) Por último, sente-se, coma e aproveite. Tente ignorar os cachorros cruzando ao seu lado, você pode não apreciar comer enquanto vê certas coisas.
Bom, é isso gente! Sigam os passos e aprendam a comer em festas cheias. Espero ter ajudado em alguma coisa. Se não ajudei, sinta-se feliz por pelo menos uma coisa: agora você sabe que, em algum lugar do pequeno planeta terra (no futuro não mais azul, e sim rosa, se contarmos com certos cachorros) existe alguém que, com certeza, tem idéias mais estranhas do que as suas.

Ou não.




5 freckledmaníacos.:

jubakerr disse...

A-D-O-R-E-I! mandou muito mandi *-*
love u ♥

Maah ~ disse...

"Assim que a fila da comida for liberada, não fique esperando o amigo, o fulano, o beltrano, a Cinderela ou o rei de Nárnia: quem estiver com você, come."

Ah não, eu sempre espero o rei de Nárnia, desde que vi o Pedro Pevensie no Leão, A feiticeira e o guarda-roupa *-*

William Moseley ruleia \õ/

bruna disse...

HAUEHAUEHUAEH, ri bastante! :*

Anônimo disse...

adoreei
achei o link do blog na comu do McFly e nao me arrependi! Lerei diariamente...

lê;lola* disse...

SAIUDSIUDHIAUSHDIUASHDIUHASIUDHAIOSUDSAHDIASUD usarei as técnicas (: achei elas super uteis!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin