segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Um abajour cor de carne...


... um lençol azul. Cortinas de seda, o seu corpo nu...
Estou postando diretamente da APM da ETEC Bento Quirino com a V. olhando atentamente para o que eu estou escrevendo. Na verdade agora ela foi pegar mais uma revista Criativa pra passar esse tempo de ócio que nós temos entre o almoço e o técnico, porque hoje a turma do truco foi no Subway, portanto, a V. não pode jogar truco, amém.
Aliás, vocês já estão cansados de saber da minha opinião sobre truco.
Mas vamos falar sobre o título, que não tem nada a ver com nada, eu só coloquei porque eu estava cantando essa música agora há pouco... Sábado eu fui no pastel perto de casa (nada mais pobre) aonde toca música sertaneja... Daí eu peguei um papelzinho e dei pros caras cantarem:
Zezé di Camargo e Luciano
- Menina Veneno
- O Dia Em Que Eu Saí de Casa
E eles anunciaram que não sabiam cantar Menina Veneno! Como assim? Menina Veneno é o Sweet Child O' Mine do pop corno brasileiro (vulgo sertanejo)! Fiquei indignada.
Agora vou lhes dar um conselho: Não ouçam Busted no domingo à tarde. Busted dá mais fossa do que Roupa Nova, acreditem... E quando eu fui dormir, o seguinte versinho atormentava a minha mente em meio a cenas devaneiadas de pré-sono:
"I feel her sleeping through my fingeeeers, now she's gooone, I'm sleeping with the light ooon..."
Chegou a um certo ponto que eu queria SOCAR Matt, James e Charlie. Sério. Não DÁ pra tentar dormir com uma música martelando na sua cabeça, como se ela estivesse tocando repetidamente... Não sei se só eu tenho esse distúrbio, se for, me avisem, preciso me tratar.
O caso Mallu ♥ Marcelo está chocando geral. As pessoas ficam horrorizadas quando eu conto, até quem nem os conhece. Meu amigo me pergunta se ele vai ser preso. Não, ele não vai, a Mallu tá consentindo, não é? Então ele não vai ser preso, porque a Mallu já tem idade pra decidir se ela quer ele ou não, obviamente. Como todos nós temos. Só que no meu caso, eu recusava as investidas de Marcelo Camelo, logicamente.
Agora a minha ilustríssima menor abandonada do truco aqui do lado está lendo uma FAQ sobre sexo na revista Criativa. Nem reproduzirei as perguntas que estão aqui, só posso lhes dizer que estou chocada com algo relacionado a bolhas de ar. É, bolhas de ar lá. E pronto. Não dou mais detalhes, se quiserem saber, venham até a minha escola e roubem a revista. Ainda chamam isso de educação gratuita de qualidade! Eita ETEC!
Reproduzirei agora, para vocês, um trecho do texto da Ailin Aleixo, encontrado AGORA na revista:
"Com amor ou sem, se está com vontade, dê...
CALMA, GENTE PERVERTIDA!
... dê em cima, dê risada, dê uma de louca..."
É cada coisa que a gente acha por aqui, sinceramente.
Mas vamos lá, é segunda feira. Os pássaros cantam (?), a Matemática Financeira me chama na Administração, juntamente do aroma das árvores que ficam por toda a escola, cenário de muitos romances 'comportados' e mistérios cabulosos (tem um monte de terra sinistro, com uma cruz em cima, com garrafas de vodka Natasha jogadas por perto, no Abacateiro do Sexo Amor haha).
E ainda falam que é na escola que a gente aprende as coisas certas da vida...
Um beijo para os Freckled Leitores!

3 freckledmaníacos.:

Amanda disse...

"E ainda falam que é na escola que a gente aprende as coisas certas da vida..."

Certas podem não ser, mas boas é la mesmo
HIHUHIHJIUHJIJHIHJIHUI

Maah ~ disse...

Revista Criativa só perde pra Revista Nova em matéria de taradeza. Sério, tava lendo uma no consultório do médico da minha mãe, e so de passar o olho nas matérias tu já fica *UUUUIZ* /tá parei :x

Mandi disse...

Essa revista só dá pornografia pelo visto! HAIUEHAOIEU

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin