terça-feira, 24 de março de 2009

Não foi desta vez...


Cidade de Campinas. Feriado. Fila do cinema. Junte tudo e veja o resultado.

Eu estava lá, já faz um certo tempo, mas como sempre não tenho assunto para postar aqui, postarei sobre isso... Voltando, estávamos eu e minha amiga Lais no meio de uma das imensas filas da bilheteria. Na primeira tentativa, estávamos atrás de dois meninos mega gatos estilo Dougie Poynter, mas aquela fila, bem a nossa, não andava. Mudamos e fomos para a terceira que, de longe, parecia estar menor. Só de longe mesmo, de perto ela pareceu crescer quatro metros. Mudamos novamente, agora para a última fila, que fica perto das escadas, pelo menos assim eu podia ver o movimento, e os meninos gatos. Na mesma fila que eu estava, mais duas pessoas do meu colégio também tentavam conseguir seus tickets. Eu o-d-e-i-o encontrar gente conhecida no shopping, portanto tentei ao máximo me esconder.

Já meio, muito, cansada de esperar em pé naquela maldita sequencia interminável de pessoas, mais conhecida como fila do Cinemark no Shopping Iguatemi, vejo um mulher se aproximando e parando na frente de onde todas as filas se encontravam. Ela perguntou, em um tom alto e claro, quem havia assistido algum filme que havia sido lançado recentemente. Eu, totalmente burra e idiota querendo aparecer, disse para moça que estava na minha frente que já havia assistido "Se eu fosse você 2", ela se aproximou com um bloquinho na mão, perguntando o que eu tinha achado do filme, se foi melhor que o primeiro. Foi somente um tempo depois que eu percebi o crachá dela, era da RAC (Rede Anhanguera de Comunicação), sim, ela era jornalista e estava me entrevistando. Até ai tudo bem, eu só extressei realmente quando percebi um homem com uma camera e-nor-me chegando bem, bem, perto de mim. Foto? Não queria, por nada nesse mundo. Tentei fugir de todas as maneiras, passei por baixo da fita de proteção das filas, abaixei, tampei o rosto, puis a mão no rosto e nada daquele pequeno ser sair de perto de mim com sua grande camra fotográfica. Até que eu disse: NÃO QUERO FOTO! Nesse instante eu pude olhar para os lados e percebi todas as filas mais a praça de alimentação me olhando, nunca senti tanta vergonha na minha vida! A repórter disse que sem foto não teria notícia, então eu realmente senti que não foi desta vez que eu entrei pra High Society.

Podem me matar por ser tão idiota assim, eu sei disso.
Xoxo,
Jubs, a envergonhada.

3 freckledmaníacos.:

Dóri disse...

Eu tirava a foto e saia com cara de Eu Sou Foda no jornal. Tá, eu me acho. HAHA

cathee disse...

HDUAHUDHAUDHUAHD nossa, eu adoraria tirar fotos para um jornal *-*
se eu não entrar na faculdade de história vou virar diva ! ficar famosa é meu sonho plis.

Jerri Dias disse...

Uma Primadonna, você.

Falando sério, esse pessoal acha que todo mundo quer aparecer na mídia...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin