segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Empório dos Homens (Terceira parte)


Primeira parte Segunda parte

Ela me olhava como se eu fosse algum tipo de ser anormal, não que pra ela eu já não fosse um ser anormal, mas acho que devia ter fingindo que não os conhecia.
Ela andou até a vitrine, fez o mesmo procedimento com a porta, toda a vitrine estourou. Não houve barulho, os quatro rapazes ficaram completamente eretos. As mãozinhas ágeis de Mime pegaram um pequenino banco subiu ficando na altura de Tom retirando o cabide, fez o mesmo com os outros três.
Fiquei completamente paralisada quando os quatros saltaram para fora da vitrine.

-LIVREEEEEEEEEEE EU NÃO SEI A LETRA, MAIS EU GOSTO DE SER LIVRE!- A voz rouca e grossa de Daniel ecoou por todo o recinto, bom saber que Danny Jones assiste Madagascar.

-Comporte-se!- Mime trovejou, ela era extremamente cautelosa. Danny encolheu os ombros, confesso que ele ficara lindo com uma careta de quem havia feito algo errado.

-Você vai me levar não vai? Diz que vai!- Me dei conta de que Harry suplicava, ajoelhado aos meus pés.

-Meu Deus, Judd! Levante-se!- Gaguejei ajudando-o a se levantar.

Mime o reprovou com um olhar em seguida pressionou os lábios, pigarreou.

-Muito bem, só quero que você assine aqui, e pode levá-los com você!

-Você ainda não me respondeu, porque eu não deveria me lembrar deles!- É claro que eu não iria deixar que aquilo escapasse.

- É difícil explicar, até porque é uma tremenda injustiça! O fato que o seu amor por eles é extremamente grande, a ponto de fazer que você nunca esqueça! Principalmente por um deles!- As palavras ríspidas saíram pelo seu lábio fino cortando a minha expressão abobalhada. Não, para mim todos os fãs dos garotos os amavam muito, e eu ter sido a “escolhida” não era uma coisa muito justa, mais eu não iria discutir. Amanda, Marília e Izadora podiam estar no meu lugar, mais não estavam. Me senti culpada, mais é claro que o sentimento de culpa se esvaiu afinal elas iriam vê-los de qualquer forma.
Assenti com a cabeça, Mime chacoalhou seu bloquinho de notas camurça defronte o meu rosto, olhei atentamente. Ela retirou o caneta pendurada em sua orelha e me entregou. Assinei sem pestanejar, agora o McFLY estaria em minha posse. Eu era dona de Tom, Harry, Danny e Dougie.

Saímos do local um pouco ofegantes, afinal eu não tinha a mínima idéia do que dizer para eles, Daniel falava em voz baixa e tão rápido que eu não conseguia entender. As vezes Tom gargalhava e Harry chacoalhava a cabeça negativamente, Dougie continuava extremamente calado.
Notei que não estávamos mais no corredor de vitrines, muito menos estavam no chão. Sim, depois de tempos fui notar que não tinha saída e estávamos voando! Algum tipo de teletransporte muito mal feito, senti meu estômago girar e o impacto do chão, um peso acima de mim fez-me voltar a consciência:

-MEU DEUS, SOCORRO, AI DESCULPA- Eu reconheceria a voz fina e esganiçada de Poynter a quilômetros de distancia. Ele estava acima de mim, caídos nos chão, pude sentir a respiração quente e ofegante dele, nossos narizes estavam grudados, pedi aos céus que não desmaiasse ali. Algo caiu acima dele, Poynter gemeu, não senti mais meus pulmões:

-TOM POR QUÊ VOCÊ TEM QUE SER TÃO GORDO?- Dougie trovejava.

-OUTCH DANNY!- Tom

-HARRY SEU VAGABUNDO!- Danny

Senti a pirâmide de garotos acima de mim se xingarem infantilmente e se condortecerem, Dougie e eu mal nos mexíamos.

-Garotos vocês vã...

-LEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEETICIA VOCÊ TÁ BEM? AI MEU DEUS, ESSES SÃO OS SEQUESTRADORES, SAIAM DE CIMA DELA SEUS PREDADORES SEXUAIS, ISSO AQUI NÃO É A CASA DA MÃE JOANA NÃO, A LOLA É UMA MOÇA DE FAMÍLIA ELA TEM ÉTICA ELA.. ELA...- Marília gritava gesticulando freneticamente, chutando os garotos.

-Olha os direitos humanos, AI ESSA DOEU!- Ouvi Tom exclamar.
O peso foi retirado aos poucos senti seis mãos femininas me postarem de pé, ainda faltava-me consciência.

-Quem vocês pensam que são, seus sequestradores, AINDA SÃO BURROS,QUEREM ABUSAR DELA NO PRÓPRIO APARTAMENTO!- Dóri me abanava olhando incredulamente para os quatro rapazes assustados na sala. Notei que estava no apartamento que eu e minhas quatro amigas dividíamos em Londres.

-AH MAIS EU TE PEGO, VOU ARRANCAR SEUS MEMBROS ESCROTAIS!- Amanda estava furiosa avançou em Danny seguida de Marília e Izadora. Corri até elas antes que Daniel Jones acabasse morto.
Pela primeira vez eu me senti entre três Jones, e isso não era uma sensação legal.

-GAROTAS ELE É O DANNY!- Indaguei,senti a respiração amedrontada de Danny em minhas costas, daqui a pouco o sindico viria verificar se estava tendo algum tipo de assalto ou sei lá o que poderiam imaginar. Me lembrei do que Mime havia dito sobre não lembrar deles. Agora havia caído a ficha de que ela falava a verdade.

5 freckledmaníacos.:

Mandi disse...

AMEI MUITO AOHEIUAHEOIUAE :D
Ri muito, cara. A situação ficou o máximo! Você tem que escrever mais e mais, Tico *-*
HAEUIAHEIU Amo você ♥

Cathee disse...

AAAAAAAAADOREI CAAARA *-*
acho que o amor que eu sinto por eles não vou esquecer jamais ♥

Anônimo disse...

AAAAAH que liindo *---*

adooreei
e comassim?
"Me lembrei do que Mime havia dito sobre não lembrar deles. Agora havia caído a ficha de que ela falava a verdade."

o.o
eu quero saber o resto *---*

Maah ~ disse...

"-LEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEETICIA VOCÊ TÁ BEM? AI MEU DEUS, ESSES SÃO OS SEQUESTRADORES, SAIAM DE CIMA DELA SEUS PREDADORES SEXUAIS, ISSO AQUI NÃO É A CASA DA MÃE JOANA NÃO, A LOLA É UMA MOÇA DE FAMÍLIA ELA TEM ÉTICA ELA.. ELA...- Marília gritava gesticulando freneticamente, chutando os garotos."

Eu ri demais HSAUHDUSAHDUSAHDUHADHUSA
Imagina eu chutando os guys, que horror :O

biah disse...

AMEI AMEI AMEI HRIOUSHIODFOIHET
escreve mais :D

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin